Sabes criar o teu próprio espaço na rede para publicares o que te interessa?

primeira_pagina_overaprender_over participar_overexplorar_over

RESPONDER

Escrever um texto é uma atividade complexa, tanto no papel como em suporte digital. Os psicólogos estudaram-na a fundo e consideram que se trata de uma tarefa que envolve três etapas:

  1. A planificação, que consiste na elaboração de um plano de texto. Inclui, como subtarefas, a formulação de objetivos, a procura de ideias, a sua ordenação e a criação de uma estrutura ou de uma organização para o nosso processo de trabalho.
  2. A redação, que inclui a elaboração de um primeiro rascunho do texto e que implica a escolha de vocabulário e a construção e ligação de frases.
  3. A revisão, que consiste na reformulação dos planos e na correção do rascunho, inclui as tarefas de releitura e melhoria do plano e do rascunho, a deteção de erros, a exploração de alternativas textuais, a correção e a reformulação.

1

Segundo vários estudos, aqueles que melhor escrevem são os que desenvolvem estas três tarefas de modo mais eficaz: fazem esquemas do seu texto, escrevem vários rascunhos, reformulam os seus objetivos, corrigem os seus rascunhos e não se precipitam a escrever.

Como compões um texto?

Pensa nestas questões:

  1. Fazes planos do texto antes de o redigir? Como são os teus esquemas? Como recolhes ideias para o teu texto?
  2. Quantos rascunhos costumas fazer? Onde, quando e como gostas mais de escrever?
  3. Como revês o teu texto? No ecrã ou no papel? Sozinho ou com alguém? Usas dicionários ou outros recursos linguísticos de apoio?

Partilha as tuas respostas nos comentários no final da página.

Toma atenção a estas estratégias:

Quando publicas na rede não há marcha-atrás… Qualquer um pode ver, ler e descarregar. Perdes o controlo sobre a publicação. Por isso é muito importante que, antes de publicares, revejas o teu texto a fundo.

  1. Fala com um leitor – Pede a um amigo ou colega que leia o teu rascunho e te dê a sua opinião sobre ele (através da rede, por exemplo). Aproveita a sua opinião.
  2. Faz uma autocrítica ao teu texto – Relê o texto como se fosses um crítico feroz, maníaco ou exigente. Que problemas nele encontras? Revê-o de seguida.
  3. Lê o teu texto em voz alta – Às vezes, o ouvido deteta o que o olho deixou escapar: o teu texto soa bem? Gostas de o ouvir?
  4. Compara planos e rascunhos – Se fizeste um esquema inicial, compara-o com o rascunho. São iguais? Gostas das modificações que fizeste no rascunho?
  5. Marcadores fluorescentes – Marca com uma caneta verde aquilo de que gostas no teu rascunho, o que se entende, o que é divertido. Marca com uma caneta vermelha o que não está claro, aquilo de que não gostas tanto. Que cor predomina? Revê os fragmentos a vermelho no teu texto.
  6. Resumo – Resume o teu rascunho em duas ou três frases. É realmente o que querias dizer? Se não é, revê o teu rascunho para que o seja.

Extraído de La cocina de la escritura de D. Cassany

Responde a estas perguntas nos comentários:

  1. Das anteriores estratégias, quais são as que praticas?
  2. Qual te parece mais difícil? Porquê

 

primeira_pagina_overaprender_over participar_overexplorar_over

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s