Que diferenças há entre um poema ou um conto publicado em papel e na rede?

Primeira páginaAprenderParticiparExplorarResponder

APRENDER

A invenção da Internet provocou inúmeras mudanças nas práticas sociais de leitura e escrita, assim como na produção, distribuição e consumo de livros em papel e nos espaços e atividades relacionados com as livrarias, as bibliotecas, as editoras, etc.


Foto de Perfecto Capucine em Unsplash.

Verifiquemos algumas dessas mudanças:
  • Hoje já é possível comprar, ler e comentar um livro sem sair de casa, através da rede, com um computador portátil, um tablet ou um telemóvel. 
  •  Um leitor que viva nos EUA, em Moçambique ou no Brasil pode, em qualquer sítio, comprar um livro assim que este seja colocado à venda numa loja em linha. Há uns anos, este mesmo livro tinha de ser impresso em papel, levava muito tempo a chegar a qualquer lado e era vendido a preços elevados.
  • A rede facilitou a digitalização de muitas obras literárias, sobretudo as clássicas e antigas, já livres de direitos de autor. Muitas obras são armazenadas na nuvem (na rede) e podem ser consultadas gratuitamente com uns simples cliques a partir do nosso dispositivo.
  • A rede põe o autor em contacto com os seus leitores e as editoras com os seus clientes. Hoje é possível seguires os teus autores preferidos (de romances, de banda desenhada, de poesia) no Twitter, Facebook ou num blogue ─ e pode acontecer que te respondam!  Também podes pesquisar as editoras em linha e, inclusivamente, consultar alguns booktrailers, antecipando as novidades. 
  • A rede também põe os leitores em contacto entre si. Existem grupos de seguidores de um autor ou de uma obra. Os fãs da série Guerra dos Tronos podem criar e partilhar as suas histórias na Internet, numa rede de fanfic. E os leitores podem recomendar livros através de booktubes, uma experiência multimodal muito divertida. 
  • A rede permite mudanças mais profundas na produção de obras literárias... Alguns autores começaram a escrever ficção e poemas, incluindo fotografias, música ou vídeos, a experimentar a introdução de hiperligações ou de programas informáticos que "manipulam" o texto. É a literatura digital propriamente dita, que já não depende do papel.

Pensa nestas questões:
  1. Das 5 mudanças anteriores provocadas pela rede, conheces algumas por experiência própria?
  2. Alguma vez fizeste parte de um clube de fãs de um autor ou de uma obra literária?




Primeira páginaAprenderParticiparExplorarResponder



Last modified: Friday, 9 November 2018, 3:38 PM