Evitas os riscos e aproveitas as oportunidades da rede?

Primeira páginaAprenderParticiparExplorarResponder

APRENDER

A Internet é a rede das redes, liga equipamentos digitais em qualquer parte do mundo onde exista ligação e disponibiliza uma quantidade imensa de informação, sob a forma de textos, imagens e sons, possibilitando o acesso a uma infinidade de documentos de vários tipos: de páginas pessoais a páginas institucionais, de vídeos e filmes a blogues e revistas. Em setembro de 2018, estimavam-se em mil e seiscentos milhões o número de sítios existentes na rede.


  Número total de websites, estimado pela Netcraft em setembro de 2018.

Se a Internet e a Web são um bem inestimável para a qualidade de vida e bem-estar daqueles que a elas têm acesso (pois nem todas as pessoas o têm), a verdade é que, navegar na rede comporta riscos.

Quando saímos da nossa casa, adotamos uma maneira de estar mais crítica, atenta e cautelosa. Com a rede passa-se algo de semelhante.

Ajustamos as nossas precauções ao ambiente que nos rodeia: não estaremos tão à vontade numa rua desconhecida e pouco frequentada como numa frequentada por pessoas conhecidas ou de quem não esperamos más surpresas.

Com a rede passa-se algo de semelhante: uma coisa é, por exemplo, visitarmos sítios conhecidos, de que temos informação prévia ou que amigos e conhecidos anteriormente visitaram; outra, muito diferente, é consultar sítios desconhecidos, sem quaisquer referências que satisfaçam as mais básicas das normais precauções...

Se a rede te liga ao mundo, também pode permitir que utilizadores exteriores, que nem sempre se anunciam, possam virtualmente aceder aos nossos computadores, podendo entrar sem serem detetados nos nossos dispositivos, sejam eles computadores, telemóveis ou outros.


Foto de John Schnobrich em Unsplash.

Importa, por isso, que tenhas os seguintes aspetos em atenção:

  • Uso crítico - Quando usas a rede deves manter-te atento à fiabilidade da informação. Por exemplo, quem produziu tal informação? Será a mesma de confiança? Que dizem outras fontes sobre o mesmo assunto?
  • Comportamentos adequados - São as decisões que tomas quando estás a navegar. Por exemplo, antes de clicares sobre um botão que te promete um prémio, deves perguntar-te se essa oferta é isenta de riscos. Verifica, passando com o apontador sobre a hiperligação ou o botão, mas sem clicar, e vê o endereço de destino. Um endereço diferente do que esperarias é mau sinal. Está particularmente atento a endereços e anexos que recebes, nunca os abrindo sem ter absoluta certeza da sua origem! 
  • Atenção ao comércio electrónico - Sempre que pretendas obter um serviço a troco de um pagamento, assegura-te de que sabes muito bem o valor que vais pagar (incluindo taxas e impostos) e se esse valor é apenas para ser cobrado uma vez e não de forma repetida. Está também atento aos sítios que te colocam o pagamento (ou o efetuar de uma chamada telefónica de valor acrescentado) como condição para avançares na sua exploração. No caso de ser exigido o pagamento por cartão de crédito, deves verificar se se trata de uma ligação segura: o endereço deve começar por «https» e deves poder ver, à esquerda do endereço, o botão «Identidade do site» (com o símbolo de um cadeado), e em alguns casos, a indicação do proprietário do site. Se clicares nesse botão, deverá aparecer uma mensagem a dizer que o site é seguro.
  • Protege a tua privacidade - O que vai para a rede nunca mais de lá sai, ou seja, as tuas pegadas digitais não desaparecem. Por isso, está atento à informação de natureza pessoal que disponibilizas, nomeadamente quando usas as redes sociais. Não partilhes dados pessoais, de contacto, de localização ou de natureza financeira, sem antes pensares nas consequências.
  • Cumpre a lei - Fotocopiar um livro para distribuir cópias pelos teus amigos ou alugar um vídeo e exibi-lo publicamente é ilegal. Regras similares aplicam-se aos conteúdos da rede. Além disso, há sítios na Internet que disponibilizam ilegalmente conteúdos que podem infetar o teu dispositivo, instalando programas com consequências negativas, nem que seja para veicularem os seus anúncios de forma mais intensa.
  • Prepara adequadamente os teus equipamentos - Deves assegurar que o teu equipamento tem:
    • Configuração de segurança, protegendo o acesso indesejado (a mais comum é configurando uma firewall);
    • Proteção de antivírus com as definições permanentemente atualizadas (faz uma vistoria completa ao dispositivo uma ou mais vezes por mês);
    • Proteção contra sítios que tentem instalar aplicações, ou seja, malware (mais tarde, estas podem permitir a canalização de informação do e para o teu dispositivo, sendo muitas vezes difíceis de detetar);
    • Atualização dos programas instalados - (fá-lo com regularidade para evitar problemas de segurança entretanto detetados);
    • Cópias de segurança (pelo menos os documentos mais importantes devem ser copiados com regularidade para a cloud, para uma pen drive ou para um disco externo).


Existem mais pistas para te ajudarem a evitar estes problemas, a que podes aceder na secção EXPLORAR.




Primeira páginaAprenderParticiparExplorarResponder



Last modified: Friday, 9 November 2018, 3:48 PM