Sabes quanto vale a informação que deixas nas redes sociais?

Primeira páginaAprenderParticiparExplorarResponder

APRENDER

Na Internet, e nas redes sociais em particular, NADA do que escrevemos e do que partilhamos é totalmente apagado.

Por muitas razões, as pessoas arrependem-se do que disseram ou partilharam. Podia ser um segredo, a respeito de cuja publicação não mediram as consequências, ou uma informação pessoal, como o telefone ou morada, que podem ser utilizados por outras pessoas para as incomodar ou para lhes enviar publicidade.


Nada se apaga

Uma das grande preocupações atuais tem a ver com questões de segurança e privacidade.

É importante confirmar com quem estamos a partilhar informação sobre nós.

Uma forma de saber se a ligação que temos estabelecida é realmente segura é verificar se a linha de URL começa com https:// em vez de http://. O s significa secure, ou seja, quer dizer que a informação transmitida entre o computador e o servidor é encriptada.

Mas, mesmo assim, nunca podemos estar seguros de que nenhuma entidade ou empresa está a tentar desencriptar a nossa ligação. E devemos redobrar a nossa atenção com informação vital, como senhas de acesso. Por exemplo, quando acedemos a serviços bancários, devemos ter o máximo de cuidado e apenas usar as senhas de acesso se tivermos a certeza absoluta de que estamos na página do banco.

Partilhar

Fonte: istockphoto.

Mas o mais fácil de acontecer é que alguém com quem partilhaste algum conteúdo venha a divulgá-lo sem tu saberes. Uma fotografia tua, um vídeo onde apareças ou informações pessoais, como o teu número de telemóvel, podem ser partilhados por outros e acabarem por ser vistos por pessoas a quem não os querias enviar.

Fonte: istockphoto.


E, claro, já sabes: palavras-chave ou dados bancários são informações que nunca deves partilhar em caso algum.

Caso publiques algo e te arrependas, podes apagar para minimizar as consequências, no entanto, nunca é possível garantir que não tenha já sido gravado em vários servidores espalhados pelo mundo. O que colocaste em linha passa, em segundos, a estar gravado em servidores mais ou menos ocultos, que arquivam essa informação e, eventualmente, obtêm lucros ao disponibilizar algumas destas informações a terceiros.

No caso das redes sociais, quase instantaneamente, um post ou micropost publicado pode ser visualizado por dezenas de pessoas que o copiam, partilham ou reproduzem na sua rede de contactos. Imagina: o que publicaste pode, em poucos minutos, dar a volta ao mundo, várias vezes, de computador em computador.



Last modified: Wednesday, 5 December 2018, 4:15 PM